Onde nosso Propósito está ancorado?

A razão de SER de qualquer negócio deve estar ancorada, objetivamente, na possibilidade de resolver problemas de seus clientes de forma satisfatória, com qualidade e de preferência entregando mais do que ele espera, ou seja, vivenciando com cada cliente uma jornada UAU. 

Ok. É bastante provável que a maioria dos empresários e empreendedores saibam disso, mas também acreditamos que muitos se perguntam de que forma é possível entregar além do que se espera.

Existem vários caminhos para isso acontecer variando de acordo com o ramo do seu negócio. Pode ser através de um pós-vendas interativo, ou compartilhando possibilidades de uso do produto baseado na experiência de outros clientes, ou até mostrando aos usuários os impactos positivos e negativos que podem ser maximizados/minimizados através do uso e descarte inteligente.

Isso parece muito bonito, mas não acontece simplesmente porque alguém deseja que seja assim. É preciso planejamento, gestão estratégica voltada para uma jornada de experiência com o cliente.

Tudo faz parte de um processo de evolução. Da ideia à inovação, do acreditar para o fazer acontecer, do plantar ao colher, e sempre existirão decisões a tomar e caminhos a escolher. Aliando esses princípios naturais com a GESTÃO e o PLANEJAMENTO, potencializamos os negócios para um caminho desejado.

Na WENDE foi assim que aconteceu… Desde a criação do nome e logomarca, e de sua estreita ligação com nosso propósito, até a compreensão do que o negócio pode significar para o mercado, para o cliente consumidor, para os fornecedores e para o planeta. 

E fomos além! Buscamos conceitos que vão de encontro com o que pensamos estrategicamente: Tripé da Sustentabilidade, Negócios de Impacto, Geração de Valor, Economia Colaborativa, Fluxonomia, Criatividade, entre outros, passaram a ser considerados nossas palavras-chave.

Isso trouxe uma certeza: Nosso caminho está embasado em temáticas que se encaixam no nosso PROPÓSITO, e que podem ser readequadas e customizadas de acordo como nossas demandas e necessidades. 

Sim, nosso PORQUÊ têm uma razão de SER. Ou seja, nosso propósito está ancorado na nossa razão de ser:

“SER UMA EMPRESA DE IMPACTO POSITIVO QUE ENTREGA UMA EXPERIÊNCIA UAU PARA TRANSFORMAR COMUNIDADES, CRIAR NOVOS HÁBITOS E ALCANÇAR A SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DE ESTRATÉGIAS DE COLABORAÇÃO”

Recentemente recebemos uma mensagem interessante logo após ingressarmos em um grupo de empreendedores de impacto, perguntando o que significava a palavra ECOGESTÃO no contexto do nosso negócio. Esse questionamento nos fez pensar mais profundamente onde isso nos levaria… Qual significado este termo entregaria para uma jornada UAU?

Redesenhamos o conceito e, dentro da razão de ser da WENDE, o termo ECOGESTÃO passou a ter o seguinte significado: Gestão eficiente dos recursos naturais presentes no dia a dia das pessoas, pautável através do acesso e do uso de tecnologias verdes disponíveis no mercado e que, ao serem utilizadas, trazem impactos para os meios social, econômico e ambiental, gerando impactos positivos e contribuindo com a sustentabilidade.

Visando retratar bem o que isso significa para a WENDE, principalmente para o nome composto ECOGESTÃO DE IMPACTO, fizemos uma conexão do nosso propósito e da nossa razão de ser com o termo EXPONENCIAL. Para tanto, cabem aqui duas citações de Lala Deheinzelin. Em seu artigo FLUXONOMIA 4D: Visão de Futuro e Novas Economias Aplicadas ao Desenvolvimento, Deheinzelin (2017, p. 78) diz que “[…] a chave para sustentabilidade está em trazer para nosso cotidiano o que é exponencial.”.

Só será exponencial aquilo que tenha o intangível como matéria prima (Economia Criativa); usando a tecnologia para otimizar o que já existe (Economia Compartilhada), através de modelos de gestão distribuída (Economia Colaborativa), com recursos não apenas monetários e gerando resultados que sejam também culturais, ambientais e sociais (Economia Multimoedas). […]

(DEHEINZELIN 2017, p. 78, grifo do autor)

Pois bem, são justamente estas dimensões da sustentabilidade (Economias Criativa, Compartilhada, Colaborativa e Multimoedas) que estão contempladas no “Projeto Comunidades Sustentáveis” que desenvolvemos.

Um projeto com a proposta de conectar pessoas (economia colaborativa) e tecnologias verdes (economia compartilhada) às instituições que atuam na base da pirâmide (economia criativa), transformando comunidades através de novos hábitos e da medição de resultados em indicadores de sustentabilidade (economia multimoedas). Isso será possível através de ferramentas como o financiamento coletivo e a responsabilidade socioambiental empresarial. 

Isso para a WENDE é SER + VERDE, COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS PARA UM PLANETA MAIS SAUDÁVEL.

Você pode apoiar e conhecer um pouco mais sobre o que estamos falando e sobre o Projeto Comunidades Sustentáveis comentando, deixando sua opinião, compartilhando nossa ideia e curtindo nossas redes sociais. 

Um Abraço Sustentável e de Forte Impacto!
Fábio Assmann – CEO e Co-fundador da WENDE
Daniel Mecchi – CTO e Co-fundador da WENDE


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *